Um dos mais consagrados benefícios do trabalho para o cidadão brasileiro é o abono salarial. Esse benefício é pago já há décadas, com o objetivo de reduzir as desigualdades sociais e abonar o trabalhador que receba menos. Esse benefício, apesar de ser um abono de distribuição de renda, beneficia só de fato, quem trabalha, funcionando como um incentivo para que o empregado busque a formalização de seu emprego para aumentar a sua renda. O saque do benefício, porém possui algumas peculiaridades, que muita gente pode ignorar, e acabar sem sacar o PIS 2017. Por isso, confira a seguir as principais regras para receber o PIS 2016, e saber se você de fato tem direito ao abono salarial 2017. Confira a seguir.

como sacar o PIS 2017

Pagamento do PIS 2015 – como sacar o PIS 2017

Como sacar o PIS 2017?

O processo para sacar o abono salarial em 2017 é muito simples e fácil, podendo ser praticado por qualquer pessoa sem burocracia nenhuma: basta que o trabalhador, que tenha direito a receber o benefício siga esses passos simples para receber o seu benefício:

  • Comparecer em uma agência bancária da Caixa Econômica Federal ou a uma lotérica
  • Leve consigo um documento de identidade e o seu cartão do cidadão em mãos;
  • Vá ao atendimento e solicite o saque do seu benefício, dentro do prazo de saques, que vai desde a data em que o seu pagamento foi liberado.

As datas de pagamento do Abono Salarial são liberadas de acordo com o calendário PIS 2017 de pagamentos do Abono Salarial, até a data de 30 de junho. Caso o saque do benefício não seja realizado até a data limite do saque, o valor será perdido definitivamente, sem possibilidade alguma de recuperação dos valores.

Só existe uma forma de receber o abono salarial de 2017 antes da data do pagamento do mesmo, que é no caso de pessoas portadoras de AIDS ou de Câncer, em que é possível pedir na justiça a liberação do PIS 2016 antes da data em que o benefício é liberado. Apesar da legislação só garantir no caso dessas das doenças, vários juízes já entendem que no caso de outras doenças graves, também é possível realizar o saque do benefício.

Quem tem direito ao PIS 2016?

Para ter direito ao benefício, o trabalhador precisa se enquadrar em um perfil com basicamente 4 requisitos principais estabelecidos pela constituição na forma da CLT. Esses requisitos são:

  • É necessário que o trabalhador tenha inscrição no PIS há 5 anos ou mais para ter direito ao benefício;
  • Segundo as regras do benefício, é necessário ter trabalhado por pelo menos 30 dias, consecutivos ou no, em 2015, com carteira assinada para uma pessoa jurídica – ou seja, para uma empresa, repartição ou firma;
  • A pessoa jurídica em questão precisa ter entregue a relação dos empregados conhecida como RAIS ao ministério do Trabalho, mencionando que o trabalhador tenha de fato cumprido o tempo de serviço;
  • A remuneração mensal do salário do trabalhador tem que ser de, no máximo, 2 salários mínimos mensais em 2015. Caso o trabalhador tenha recebido em parte do na mais do que a remuneração limite, conta-se a média dos salários dos meses trabalhados durante o ano para estipular se o funcionário tem direito ou não ao benefício.

Classes de trabalhadores que tenham carteira assinada para pessoa física, como o caso de empregadas domésticas, e algumas modalidades de agricultores, não tem direito ao benefício segundo a regra do abono Salarial de 2016. Você pode consultar se tem direito ao PIS diretamente no site da Caixa Econômica.

Este Artigo Foi Útil? Então Avalie: ⤵

1 Estrela2 Estelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...